Santo Casamenteiro

“Tá a subir”, diz o mordomo. Lá vão elas capela acima. Farinha, ovos e açúcar juntos, fazem as cavacas. Servem para pagar as promessas ao ‘menino’ mais querido da cidade de Aveiro. Todos os anos, em janeiro, os devotos de São Gonçalinho sobem as estreitas escadas em caracol da igreja, para pagar com cavacas aquilo que pedem ao santo.

Chegam lá cima em sacos de cinco ou dez quilos. Voam e largam a polvilha de açúcar que as cobre para as fazer durar mais tempo. Chegam cá abaixo para saciar as barrigas daqueles que olham para o céu à ‘caça’ deste doce conventual. É uma autêntica chuva de pão doce. Reza a lenda que foi este pão que São Gonçalo de Amarante trouxe até Aveiro para alimentar e curar os leprosos. Toneladas e toneladas que pagam promessas e partilham pão. Tudo em honra ao ‘menino’ São Gonçalinho, que ficou conhecido como Santo Casamenteiro.

VER MAIS

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s